Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arca de Darwin

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

Arca de Darwin

30
Abr12

Os pilares da ponte

Arca de Darwin

Já viram a nova decoração das sapatas da Ponte 25 de Abril, em Lisboa? A Estradas de Portugal inspirou-se nos recentes avistamentos de golfinhos no Tejo e incluiu pinturas de golfinhos, alfaiates, orcas, flamingos e maçaricos nos trabalhos de revestimento de proteção das sapatas (fotos em baixo).

A razão pela qual os golfinhos estão a entrar mais vezes no Tejo não é clara:

- “A poluição do Tejo tem melhorado muito, o que se constata pela observação de espécies sensíveis, como caranguejos, bivalves e alguns peixes. O estuário do rio poderá voltar a ter colónias de golfinhos nos próximos 30 anos", disse Maria José Costa, do Instituto de Oceanografia, ao Diário de Notícias.

- “Com a construção de ETAR, como a de Alcântara, e a deslocação de indústrias pesadas na Margem Sul, a qualidade da água tem vindo a melhorar”, justificou  Nuno Sequeira, da Quercus, ao Expresso.

“É prematuro dizer que os golfinhos estão a regressar e que a sua presença se deve à melhoria da qualidade da água do estuário. Os golfinhos não são uma espécie indicadora da qualidade da água, já que acumulam a poluição na gordura corporal”, informou Miguel Couchinho, do Projecto Delfim, ao Público.

Seja qual for a razão, a redução da poluição do rio e o regresso de espécies sensíveis são boas notícias. E as pinturas são engraçadas!

 

28
Abr12

Borboleta-zebra

Arca de Darwin

Durante o voo as asas da borboleta-zebra (Iphiclides feisthamelii) parecem dois triângulos amarelos com riscas pretas. Mas quando poisa conseguimos ver as manchas azuis e vermelhas que adornam a parte inferior da asa.

Mede entre 6 e 8 centímetros de envergadura. Alimenta-se principalmente de árvores de fruto, como o pessegueiro, a pereira e o abrunheiro. Existe em Portugal, Espanha, Marrocos, Argélia e Tunísia.

Tirei esta foto junto ao metro de Odivelas, numa área ajardinada, com abrunheiros.

27
Abr12

“O olho é o melhor dos artistas”

Arca de Darwin
130 anos sem Ralph Waldo Emerson (25/05/1803 – 27/04/1882).
“The ancient Greeks called the world {kosmos}, beauty. Such is the constitution of all things, or such the plastic power of the human eye, that the primary forms, as the sky, the mountain, the tree, the animal, give us a delight in and for themselves; a pleasure arising from outline, color, motion, and grouping. This seems partly owing to the eye itself. The eye is the best of artists”. “Os Gregos antigos chamavam ao mundo ‘cosmos’, beleza. Tal é a constituição de todas as coisas ou tal é o poder plástico dos olhos humanos, que as formas primárias como o céu, a montanha, a árvore, o animal, nos proporcionam um grande prazer em si e por si mesmos, um prazer que decorre do contorno, da cor, do movimento e das formas agrupadas em conjunto, o que parece ser devido, em parte, aos próprios olhos. O olho é o melhor dos artistas”.

Ralph Waldo Emerson, in “Nature”, 1836

27
Abr12

“Os homens são todos iguais”

Arca de Darwin

Jerry Seinfeld acha que o smoking é um dispositivo de segurança para casamentos. A ideia subjacente é o ponto de vista das mulheres de que “os homens são todos iguais”. Se o noivo se amedronta, é só escolher outro homem qualquer, e a festa continua.

A verdade é que elas têm uma certa razão na medida em que têm mais diversidade do que eles. Desde logo porque o cromossoma X tem 1 098 genes, enquanto que o Y apenas tem 78 (o sexo feminino é determinado pela presença de dois cromossomas X, e o masculino pela presença de um X e de um Y). Pensava-se que um dos X da mulher estava inactivo, mas a investigação dos norte-americanos Laura Carrel e Huntington Willard mostrou que não é bem assim. Num artigo publicado na revista Nature, em 2005, onde compararam a expressão de 624 genes dos dois cromossomas X de uma célula, concluíram que 15% dos genes supostamente “silenciados” escapavam à inactivação, e que outros 10% também estavam activos, mas só em algumas amostras.

Nos gatos é fácil identificar o efeito desta dupla expressão genética. A chamada pelagem tartaruga, característica das fêmeas, que apresenta manchas de pêlos de cor diferente (na foto).

No mesmo ano, e também na Nature, Mark Ross e mais 250 investigadores apresentaram a sequenciação do cromossoma X. Concluíram que os cromossomas sexuais (X e Y) dos mamíferos evoluíram a partir de cromossomas “normais” (os autossomas) há 300 milhões de anos. Desde então o Y passou a determinar o sexo masculino e perdeu a maior parte da informação que continha. Este atrofiar do Y causa problemas ao homem, já que há cerca de 300 doenças associadas aos genes do cromossoma X (como a hemofilia e daltonismo). Ora, como elas têm duas cópias deste cromossoma, compensam eventuais defeitos que surjam. Também é por esta razão que eles estão mais sujeitos a sofrer atrasos mentais, e que elas vivem mais. No entanto, e como refere uma investigação de 2010 (C. Libert, L. Dejager, I. Pinheiro) a maior capacidade de resposta a desafios imunológicos por parte das mulheres tem um senão: torna-as mais susceptíveis a doenças auto-imunes.

26
Abr12

É urgente agir

Arca de Darwin

Os Awa são a tribo mais ameaçada do planeta. Eles são da floresta, a floresta é deles, mas o abate ilegal de árvores está a condená-los à extinção.

Conheça-os neste vídeo, onde o oscarizado Colin Firth apela à acção.

O objectivo desta campanha é enviar 10 000 cartas ao ministro brasileiro da Justiça, para que ponha termo à destruição do habitat dos Awa. Como diz Firth: “One man has the power to stop the loggers: Brazil’s Minister of Justice. But it’s just not his priority. Let’s push it up his list”. Há pouco havia 5 355 assinaturas.

(fotos: www.survivalinternational.org/)

26
Abr12

De malas aviadas

Arca de Darwin

Quem quiser observar o pato-trombeteiro (Anas clypeata) tem mais ou menos até ao final deste mês para o fazer, ou então terá de esperar pelo regresso desta ave, em Agosto.

Também poderá encontrá-lo durante o ano todo no sul do país, mas aí terá de ter uma pontinha de sorte, já que a população que nidifica em Portugal é inferior a 50 indivíduos. Por esta razão os animais residentes têm o estatuto de conservação Em Perigo. Os visitantes migradores têm estatuto de Pouco Preocupante.

O bico em forma de colher é uma característica inconfundível desta espécie, também conhecida por pato-colhereiro. A fêmea é castanha. O macho tem olhos amarelos, cabeça verde, peito branco e ventre castanho-avermelhado.

24
Abr12

A propósito do lobo encontrado há 2 dias

Arca de Darwin
A GNR informou que no dia 22 recolheu um jovem lobo-ibérico (Canis lupus signatus) que estava “preso por uma pata num laço usado na caça ilegal” (na imagem - foto da GNR), no concelho de Montalegre. O lobo será tratado e libertado no Parque Nacional da Peneda Gerês. A GNR também encontrou uma cabra-montês (Capra ibex) que fora abatida de forma ilegal.A GNR ainda não revelou em que contexto é que o lobo foi capturado. Imagens que circulam na net sugerem que estava preso junto à estrada, perto de habitações. No pouco tempo que trabalhei no campo cruzei-me com várias pessoas que tinham, ou tiveram, animais selvagens em cativeiro (lebres, raposas, corujas, mochos, genetas).Lembro-me de um velhote reformado que não deixava a mulher cozinhar a lebre que tinha na gaiola. O pobre animal estava tão gordo que já nem se mexia. Viviam sozinhos num monte e o senhor argumentava que a lebre fazia-lhe companhia. Outro velhote contou-me que, quando o filho era pequeno, trouxe para casa duas raposinhas que lhe ofereceu como prenda de aniversário. Mais tarde soltou-as porque os bichos começaram a morder em toda a gente. Ou seja, não aprisionaram os animais por maldade. Gostam dos bichos, querem olhar para eles e pensam que podem transformá-los em animais de companhia. As motivações de quem tinha o lobo preso podem ser diferentes, mas há muita falta de sensibilização sobre a conservação da natureza.

Foto: Divisão de Comunicação e Relações Públicas da Guarda Nacional Republicana

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Siga-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D