Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Arca de Darwin

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

Arca de Darwin

30
Mar15

Quinta do Mocho: projecto "O Bairro i o Mundo"

Arca de Darwin

No sábado passado visitei as cerca de 30 obras de arte - pintadas, graffitadas ou esculpidas em empenas de prédios de três andares - que decoram a Quinta do Mocho, em Sacavém, Loures. A visita decorreu no âmbito do projecto "O Bairro i o Mundo", iniciativa da Câmara Municipal de Loures e da Associação Teatro Ibisco, que  quer acabar com o estigma associado a este bairro social, "mostrando o bairro ao mundo e trazendo o mundo ao bairro".

quinta do mocho o bairro i o mundo 1

A "qualificação artística dos edifícios" é a face mais visível deste projecto, mas há outras, como a reabilitação do espaço público. Os méritos já foram reconhecidos lá fora: na semana passada "O Bairro e o Mundo" ficou entre os cinco primeiros classificados do prémio Diversity Advantage Challenge, promovido pelo Conselho da Europa.

quinta do mocho o bairro i o mundo 2 quinta do mocho o bairro i o mundo 3 quinta do mocho o bairro i o mundo 4 quinta do mocho o bairro i o mundo 5

Não ganhou, mas há outras vitórias que têm impacto significativo naquela comunidade. Uma delas é que, provavelmente dentro de duas ou três semanas, começarão a circular autocarros dentro do bairro, algo que nunca aconteceu nos 14 anos de existência da urbanização.

quinta do mocho o bairro i o mundo 6

Outras vitórias são menos quantificáveis, mas nem por isso menos relevantes. Durante a visita os guias referiram que moradores à procura de emprego receavam mencionar a morada no currículo, optando por colocar endereços próximos, como a Bobadela. As pinturas nas paredes são mais um instrumento que visa aumentar o sentimento de pertença e o orgulho dos moradores no seu bairro.

quinta do mocho o bairro i o mundo 7

Claro que tal não será suficiente se não se alterar a mentalidade dos que vivem fora do bairro. Mas os guias também contaram que, há poucas semanas, um pai que vive num bairro vizinho, "do outro lado da rua", e que nunca ousara entrar na Quinta do Mocho, atravessou a estrada com os dois filhos para verem as pinturas. Depois de "entrar" constatou que se trata de um bairro como tantos outros, com cafés, com creches...

quinta do mocho o bairro i o mundo 8 quinta do mocho o bairro i o mundo 9 quinta do mocho o bairro i o mundo a 10 quinta do mocho o bairro i o mundo a 11 quinta do mocho o bairro i o mundo a 12 quinta do mocho o bairro i o mundo a 13 quinta do mocho o bairro i o mundo a 14

O mesmo constata quem participa nas visitas organizadas pelo "O Bairro i o Mundo". Como em tantos outros bairros, ali colocam-se flores à janela, convive-se, joga-se e espreita-se a vida dos vizinhos. Sim, há muito para fazer no bairro e os 10.000 euros do prémio do Conselho da Europa teriam dado muito jeito, mas o projecto está numa fase inicial e por certo haverá muitas outras novidades.

quinta do mocho o bairro i o mundo a 15 quinta do mocho o bairro i o mundo a 16 quinta do mocho o bairro i o mundo a 17 quinta do mocho o bairro i o mundo a 18 quinta do mocho o bairro i o mundo a 19 quinta do mocho o bairro i o mundo b 20 quinta do mocho o bairro i o mundo b 21 quinta do mocho o bairro i o mundo b 22 quinta do mocho o bairro i o mundo b 23

Quanto às visitas, saiba que se repetem no último sábado de cada mês e que a participação é gratuita. E que haverá pinturas novas, tal como aconteceu nesta visita, onde vimos NADA a concluir a sua, que transmite a mensagem de que "só a entreajuda pode mudar o mundo". Para saber como se inscrever visite a página "O Bairro i o Mundo" no Facebook.

quinta do mocho o bairro i o mundo b 24 quinta do mocho o bairro i o mundo b 25 quinta do mocho o bairro i o mundo b 26 quinta do mocho o bairro i o mundo b 27 quinta do mocho o bairro i o mundo b 28

Na próxima já não serão os mesmos quatro guias. Hugo Cardoso, da Casa da Cultura de Sacavém, abandona o papel de anfitrião e deixa-o nas mãos dos três músicos, moradores do bairro: Kedy Santos, Dei Dei e Djavan.

quinta do mocho o bairro i o mundo b 29 quinta do mocho o bairro i o mundo c 30 quinta do mocho o bairro i o mundo c 31 quinta do mocho o bairro i o mundo c 32

Uma nota de destaque para os autores dos pinturas que, além de doarem o seu tempo e talento, dispuseram-se a conhecer a realidade do bairro de modo a incorporá-la nas peças de arte, incluíram crianças na realização das suas obras, realizaram workshops de pintura, e ainda "reabilitaram" as entradas de alguns prédios.

quinta do mocho o bairro i o mundo c 33 quinta do mocho o bairro i o mundo c 34

A ligação entre as diferentes pinturas e o bairro faz-se de diversas maneiras. A inclusão de "mochos" nas "molduras" é apenas uma delas.

quinta do mocho o bairro i o mundo c 35

No bairro não existirão tantas nacionalidades como as presentes no conselho de Loures - 122 -, mas serão certamente muitas, e as pinturas reflectem essas diferentes culturas, como acontece com o único mural, da autoria de António Alves, que retrata Amílcar Cabral (1924-1973) e situa-se na avenida que tem o nome deste defensor dos direitos dos povos da Guiné e de Cabo Verde.

quinta do mocho o bairro i o mundo c 36

Na mesma avenida, o nosso já conhecido Nomen evoca o sentimento de que os moradores só podem ser eles mesmos dentro do bairro.

quinta do mocho o bairro i o mundo c 37

Miguel Brum assina a peça com que mais moradores rapidamente se identificaram, "principalmente as mães que perderam filhos", partilha Kedy Santos.

quinta do mocho o bairro i o mundo c 38

A garça de Bordalo II, bisneto do famoso Bordalo, simboliza as migrações e é a única escultura. Foi construída com partes de carros e de contentores.

quinta do mocho o bairro i o mundo c 39 quinta do mocho o bairro i o mundo d 40 quinta do mocho o bairro i o mundo d 41

O Projecto Matilha trouxe o tema que já retratou em várias paredes de Lisboa: o estigma (e o abandono) que pende sobre cães ditos "perigosos".

quinta do mocho o bairro i o mundo-36 (683x1024)

Saiba ainda que, aqui, pode adquirir t-shirts impressas com as pinturas  presentes no bairro. As imagens das restantes obras seguem num próximo post.

2 comentários

Comentar post