Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arca de Darwin

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

Arca de Darwin

07
Dez21

Natureza ilustrada junto à ponte do Pragal

Arca de Darwin

Os muros junto às paragens de autocarro à entrada da ponte 25 de Abril, em Almada, estão decorados com ilustrações de fauna presente na região. O autor dos murais é o artista Tiago Hacke, que já conhecemos devido ao seu trabalho no trilho da Ribeira das Vinhas, em Cascais.

tiago_hacke 1.jpg

 

 

 

 

05
Dez14

Amok Island: em Lisboa e em Perth, numa parede perto de si

Arca de Darwin

Em jeito de complemento ao penúltimo post, eis o trabalho mais recente do artista Amok Island em Perth, Austrália. Desta feita os peixes retratados são a barracuda (Sphyraenidae sp.) e o peixe-sargaço (Histrio histrio).

amok island 1

Amok Island nasceu na Holanda, mas vive em Perth (Austrália). No seu site descobre-se que já embelezou paredes de vários países. Para a cidade de Lisboa elegeu a sardinha como modelo. São pelo menos três. Já as viu?

amok island 2 amok island 3 amok island 4 amok island 5

28
Mar14

Pesca, mulheres e peixe-porco-espinho

Arca de Darwin
Há muitas diferenças entre Portugal e Austrália. Uma delas é que na Austrália as mulheres pescam. Claro que também haverá pescadoras em Portugal, mas a verdade é que puxei pela memória e só me recordo de ver uma. Aqui é comum vê-las a pescar sozinhas ou com a família. Também se vêem grupos de adolescentes em amena cavaqueira (há coisas que não mudam) enquanto pescam.porcupine fish 1Foi junto a uma mãe que ensinava o filho a pescar que encontrei este peixe-porco-espinho, conhecido por puffer fish ou porcupine puffer fish.

pesca 2

Estávamos no pontão (Jetty) de Busselton e ele nadava vagarosamente à procura de alimento. Não me lembro se comeu a pena, mas o hábito de ingerir restos de alimentos faz com que tenha papel importante na limpeza dos oceanos.porcupine fish 3Claro que a dieta também inclui produtos "frescos", como ouriços-do-mar, moluscos e crustáceos, que captura e "abre" com a poderosa boca.

pesca 4

Esta boca é uma das várias defesas em que este peixe confia, daí a forma lenta e despreocupada de se mover. A mais famosa é a capacidade de, quando se sente ameaçado, duplicar o tamanho através da ingestão de ar ou água. Quando o faz, os espinhos que cobrem o corpo formam uma bola de picos que intimida os predadores. Algumas espécies também são tóxicas e produzem venenos mil vezes mais potente do que o cianeto.porcupine fish 5
05
Jan14

Espadim-azul e Espadim-branco (Selos - Portugal)

Arca de Darwin
2004. WWF, Açores, Portugal. 

Espadim-azul (Makaira nigricans), também conhecido por marlim-azul, espadarte-azul, agulhão e agulhão azul, peixe que chega a pesar mais de 800 quilos. Espécie ameaçada, classificada de Vulnerável.

Espadim-branco (Tetraplurus albidus), também conhecido por agulhão, agulhão-branco, bicuda e espadarte-meca. Pesa entre 20 e 30 quilos. Espécie ameaçada, classificada de Vulnerável.
05
Dez13

Fishlove 2013 – imagens provocantes contra a pesca de arrasto de profundidade

Arca de Darwin
A actriz Gillian Anderson (a Scully de Ficheiros Secretos) é o rosto mais sonante da nova campanha da Fishlove, organização sem fins lucrativos que luta contra a pesca insustentável que devasta a vida dos nossos oceanos.

Foto: Fishlove/Rouvre

A Fishlove nasceu em 2009 pela mão de Nicholas Rhöl, co-proprietário do restaurante Moshimo, em Brighton, Reino Unido, e de Greta Scacchi, actriz italiana.

Nicholas Rhöl e um bacalhau. Foto: Fishlove/Rankin

Greta Scacchi e um bacalhau. Foto: Fishlove/Rankin

Desta vez, o alvo do conjunto de imagens de personalidades nuas que posam com peixes – e que também conta com a actriz luso-francesa Barbara Cabrita (a Paula Ribeiro de “A Gaiola Dourada”) – é a frota de cerca de doze barcos de pesca que ainda pratica a pesca de arrasto de profundidade na Europa, arte que destrói diariamente uma área do fundo oceânico equivalente à da cidade de Londres.

Barbara Cabrita com um arenque. Foto: Fishlove/Rouvre

No dia 10 de Dezembro o Parlamento Europeu votará uma moção para banir este tipo de pesca. No entanto, o Governo francês prepara-se para impedir que tal aconteça. Porquê? “A maioria dos barcos que pescam em profundidade pertencem a pescadores franceses, seis dos quais abastecem o gigante Intermarché”, explica a Fishlove em comunicado.

Fotos: Fishlove/Rouvre

Assim, a campanha da deste ano da Fishlove inclui uma petição, dirigida aos líderes do Parlamento Europeu, que visa parar a pesca de arrasto de profundidade (para assinar basta seguir o link).

Lizzy Jagger com um atum. Foto: Fishlove/Rankin

Através destas provocantes imagens a Fishlove conseguiu  colocar o problema da pesca de profundidade na capa de vários jornais e revistas em todo o mundo. Mais. Maria Damanaki, comissária europeia dos assuntos marítimos e das pescas, convidou a Fishlove para expor as fotografias no edifício da Comissão Europeia, em Bruxelas.

Fotos: Fishlove/Gelati

Nas campanhas anteriores participaram personalidades como o actor Sir Ben Kingsley, o navegador solitário Giovanni Soldini, o realizador e “Monty Python” Terry Gilliam, e as actrizes Mélanie Laurent, Emilia Fox e Lily Loveless.

Fotos: Fishlove/Rankin

 É fácil imaginar o que terá levado estas e outras personalidades (e os fotógrafos Rankin, Alan Gelati e Denis Rouvre) a aderir a este projecto sem fins lucrativos. Os números divulgados pela Fislove são aterradores:
  • Actualmente, cerca de 63% dos stocks de peixe do Atlântico estão sobre-explorados;
  • Cientistas estimam que 93% dos bacalhaus capturados no Atlântico Norte não atingiu a idade reprodutora;
  • 82% do stock de peixes do Mediterrâneo está sobre-explorado;
  • A escassez de peixe diminui a produtividade da actividade pesqueira e atira cada vez mais pescadores para o desemprego. No Mar do Norte a quantidade de peixe capturado anualmente diminui de 3,5 milhões de toneladas, em 1995, para menos de 1,5 milhões de toneladas, em 2007.
Trevor Laird com um agulhão-vela. Foto: Fishlove/Gelati
É tempo de agir. Não se esqueça de assinar a petição.
27
Nov13

Carapaus secos e enjoados

Arca de Darwin
Nos dias em que o mar provia em abundância, as peixeiras secavam parte do pescado ao sol, de modo a conservar e a guardar alimento para alturas de maior aperto. Secavam e ainda secam. Em vilas pesqueiras, como a Nazaré e Sesimbra, os carapaus (e outros peixes) secos são iguaria muito procurada.

Secagem de carapaus (Trachurus trachurus), Sesimbra

O método de preparação origina dois produtos distintos: o peixe seco e o peixe enjoado. O seco, depois de amanhado, lavado e passado por salmoura, fica dois ou três dia ao sol e geralmente consome-se cozido com batatas. O enjoado fica apenas um dia ao sol e depois é grelhado.

13
Set13

E o animal mais feio do planeta é...

Arca de Darwin
... o peixe-gota! A votação decorreu online no site da Sociedade para a Preservação dos Animais Feios (Ugly Animal Preservation Society), com o intuito de eleger a mascote desta ONG.O peixe-gota (Psychrolutes marcidus) venceu com 795 votos (veja aqui uma galeria com os outros vencedores). Esta criatura gelatinosa, com cerca de 30 centímetros, vive a 800 metros de profundidade na costa australiana e está em risco de extinção devido à pesca de arrasto.

Peixe-gota (Psychrolutes marcidus). Foto: Greenpeace

31
Mai13

Peixe-lua – um bichinho com mais de 2 toneladas!

Arca de Darwin
O peixe-lua (Mola mola) é o mais pesado peixe ósseo do planeta: pesa até 2.300 kg e atinge 3 metros de altura.

Peixe-lua (Mola mola), Oceanário de Lisboa

Animal de peculiar forma circular e sem barbatana caudal, tem o hábito de nadar até à superfície da água e aí ficar a boiar de lado. Há duas explicações para este comportamento: aquecer-se ao sol ou atrair aves para o desparasitar (o que bem precisa, pois transporta mais de 50 espécies de endo e exoparasitas).

A chegada do peixe-lua às Berlengas, Peniche, no final do Verão é um acontecimento muito aguardado por mergulhadores nacionais e estrangeiros.

26
Fev13

Peixe-dragão-leão – Tanzânia (selos)

Arca de Darwin
Pterois volitansTanzânia. 1967. Moeda : xelim tanzanianoNativo dos oceanos Pacífico e Índico, o exuberante peixe-dragão-leão (Pterois volitans) foi introduzido nas águas da Flórida no início dos anos 90. De então para cá tornou-se uma ameaça ao delicado ecossistema tropical do Mar das Caraíbas. Sem predadores – mesmo que outros animais o reconhecessem como presa não ousariam enfrentar os enormes espinhos venenosos – a sua densidade populacional aumentou, diminuindo a das espécies de que se alimenta.

Os espinhos funcionam como armas de defesa e expelem o poderoso veneno apenas quando comprimidos. O veneno não é letal para os humanos, mas provoca dores horríveis.

08
Dez12

“obama”, “gore” e companhia – descubra as diferenças!

Arca de Darwin
Os políticos não são todos iguais. Alguns distinguem-se pelas medidas que implementaram, ou das campanhas que realizaram, em defesa do ambiente. No mês passado, e para a homenagear esta diferença, um grupo de cientistas dos Estados Unidos baptizou cinco novas espécies de diminutos peixes de água doce (medem menos de 50 milímetros de comprimento) com nomes de cinco políticos norte-americanos – o actual presidente Barack Obama, os ex-presidentes Jimmy Carter, Theodore Roosevelt e Bill Clinton, e o vice-presidente Al Gore.

Etheostoma obama. Endémica dos rios Duck e Buffalo, Tennessee. Os machos atingem os 48 mm e as fêmeas 43 mm.

Imagem: © Joseph R. Tomelleri, www.americanfishes.com

Os biólogos Richard Mayden, da Universidade de Saint Louis, e Steven Layman, da Geosyntec Consultants, publicaram as descobertas no Boletim do Museu de História Natural do Alabama.

Etheostoma teddyroosevelt. Montanhas Ozark, Arkansas. Os machos medem até 43 mm e as fêmeas até 41 mm.

Imagem: © Joseph R. Tomelleri, www.americanfishes.com

A escolha de Obama – que já em 2009 já “baptizara” uma nova espécie de líquen – deveu-se à sua liderança nas questões ambientais, em particular nas áreas das energias não poluentes, protecção ambiental e conservação da natureza. A homenagem a Theodore Roosevelt evoca a sua importância na criação de parques naturais. Bill Clinton também marcou pontos por preservar os espaços selvagens, enquanto que o tributo a Jimmy Carter baseou-se no trabalho humanitário realizado depois de deixar o cargo de presidente.

 Etheosthoma jimmycarter. Rios Green, Barren e Rough, no Kentucky e Tennessee. A maior das cinco espécies - os machos medem 49 mm e as fêmeas 46 mm.

Imagem: © Joseph R. Tomelleri, www.americanfishes.com

O empenho na sensibilização ambiental, de que o documentário Uma Verdade Inconveniente é o principal expoente, valeram ao ex-vice Al Gore um lugar entre os distintos presidentes.

Etheosthoma gore. Rio Cumberland, Kentucky. Os machos medem até 42 mm e as fêmeas 41 mm.

Imagem: © Joseph R. Tomelleri, www.americanfishes.com

A descrição das novas espécies de percas (família Percidae) fez-se com base no colorido padrão dos machos, visível nas belas ilustrações do artista Joseph Tomelleri, que gentilmente cedeu as imagens à Arca.

Etheostoma clinton. Rios Caddo e Ouachita, Arkansas. A mais pequena das cinco espécies - machos e fêmeas medem cerca de 34 mm.

Imagem: © Joseph R. Tomelleri, www.americanfishes.com

Mais sobre mim

foto do autor

Siga-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D