Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arca de Darwin

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

Arca de Darwin

20
Fev22

Peneireiro-vulgar: macho e fêmea

Arca de Darwin

O peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus) já teve direito a vários posts na Arca, mas este mês consegui umas fotografias melhorzinhas que permitem ver as diferenças entre macho e fêmea. O macho (primeiras duas fotografias) tem o dorso castanho-avermelhado e a cabeça e a cauda azul-acinzentadas. A cauda tem uma barra preta na extremidade. A fêmea (últimas duas fotografias) tem a cabeça, a cauda e o dorso castanho-avermelhados, e a cauda tem várias listas pretas finas.

peneireiro 1.jpg

 

 

 

07
Dez21

Natureza ilustrada junto à ponte do Pragal

Arca de Darwin

Os muros junto às paragens de autocarro à entrada da ponte 25 de Abril, em Almada, estão decorados com ilustrações de fauna presente na região. O autor dos murais é o artista Tiago Hacke, que já conhecemos devido ao seu trabalho no trilho da Ribeira das Vinhas, em Cascais.

tiago_hacke 1.jpg

 

 

 

 

12
Jun20

Natureza ilustrada no Trilho da Ribeira das Vinhas, em Cascais

Arca de Darwin

O trilho da Ribeira das Vinhas fica por trás do Mercado da Vila, em Cascais. Recuperado o ano passado, permite passear a pé ou de bicicleta ao longo de 3 quilómetros que atravessam zonas de pinhal, matos e hortas. Mas o que torna único este percurso são as dezenas de pinturas da autoria do artista Tiago Hacke — realizadas em pedras ou em caixas de visita do saneamento pluvial —, que retratam espécies animais existentes no concelho, algumas das quais podem ser observadas ao longo do trilho. Todas as fotos que se seguem foram tiradas no trilho.

Melro-preto (Turdus merula)

trilho das vinhas-59.jpg

Coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus)

trilho das vinhas-6.jpg

trilho das vinhas-1-2.jpg

 

 

 

 

21
Abr13

Peneirar

Arca de Darwin
O peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus) é a rapina diurna mais comum nas cidades.  Alimenta-se de ratos, pássaros, répteis e insectos que captura em áreas abertas. Para localizar as presas, este pequeno falcão paira a 7 a 12 metros acima do solo. É este movimento de frenética imobilidade – peneirar – que lhe dá o nome comum.

Peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus), Cabo Espichel, Sesimbra