Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arca de Darwin

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

Arca de Darwin

12
Out14

Colhereiro - versão 3.0

Arca de Darwin

Primeiro a Arca apresentou o colhereiro português (Platalea leucorodia) e depois a versão australiana com bico amarelado (Platalea flavipes). Agora é a vez do colhereiro-real (Platalea regia) - Royal Spoonbill -, ave que também vive na Austrália.

royal spoonbill 1

O bico é mais curto do que o do seu conterrâneo, mas é mais largo na extremidade, o que permite-lhe caçar animais maiores, nomeadamente peixes.

royal spoonbill 2 royal spoonbill 3

Mede cerca de 80 centímetros de comprimento.

royal spoonbill 4

04
Ago14

Diabo da Tasmânia: em perigo de extinção

Arca de Darwin

Como o nome indica, o diabo-da-tasmânia (Sarcophilus harrisii) existe apenas na Tasmânia, ainda que há 3.000 anos ocupasse o resto da Austrália. O actual estatuto de conservação - Em Perigo - deve-se à redução populacional que se acentuou nos finais da década de 90 do século passado, devido ao aparecimento de um tumor facial transmissível através do contacto físico.

diabo da tasmania 1

O carácter agressivo deste marsupial abriu caminho à disseminação da doença, a qual tem taxa de mortalidade de 100%. A conservação da espécie passa por programas de reprodução em cativeiro e pela criação de santuários naturais apenas com animais sãos.

diabo da tasmania 2

Mede cerca de 65 centímetros de comprimento e pesa 7 a 9 quilos.

diabo da tasmania 3

17
Jun14

Pato com plumas ("Dendrocygna eytoni")

Arca de Darwin

O nome é tão pomposo como as suas penas: pato-assobiador-com-plumas (Dendrocygna eytoni) ou, em inglês, Plumed Whistling-Duck. De facto, as proeminentes penas amarelas e pretas do corpo contrastam ainda mais sobre o fundo laranja das asas.

Dendrocygna eytoni 1

É comum no Norte e Este da Austrália, mas por vezes visita a região de Perth (a Oeste).

Dendrocygna eytoni 2

Ao contrário da maioria dos patos, este não apresenta dimorfismo sexual, ou seja, os machos são semelhantes às fêmeas.

dendrocygna eytoni 3

A principal componente da dieta é a erva que encontra em terra.

dendrocygna eytoni 4 dendrocygna eytoni 5

Mede cerca de 50 centímetros e pesa 1 quilo.

Dendrocygna eytoni 6

05
Jun14

Numbat - marsupial em perigo

Arca de Darwin

O Numbat (Myemecobius fasciatus),  marsupial de hábitos diurnos, seduz-nos com os seus enormes olhos e delicado focinho. É pequenito - 20 a 27 centímetros de comprimento e 400 a 700 gramas de peso -, de cor castanha-avermelhada, com uma risca preta que atravessa o olho e vai da orelha até ao focinho, e riscas pretas e brancas nas costas.

numbat 1

Já agora, o que é um marsupial?

"Ordem de mamíferos vivíparos providos, em geral, de uma bolsa ventral ou marsúpio, onde as mães colocam os filhos quando nascem, para aí completarem o seu desenvolvimento(Do grego marsýpion, «pequena bolsa», pelo latim marsupĭu-, «bolsa» +-al)", esclarece o dicionário da Porto Editora.

numbat 2

Este marsupial tem uma particularidade: alimenta-se de térmitas (cerca de 20.000 por dia).

numbat 3

Até à chegada dos Europeus o Numbat ocupava uma vasta área do território australiano (Austrália Ocidental, Austrália do Sul e Nova Gales do Sul). No anos 80 do século passado, e devido à destruição do seu habitat, restavam apenas dois pequenos núcleos, ambos na Austrália Ocidental.

numbat 4

De então para cá vários projectos de reprodução em cativeiro libertaram dezenas de indivíduos nos três Estados acima referidos, em áreas onde não existem raposas (um dos seus predadores). Por exemplo, nos últimos 20 anos o Zoo de Perth criou e libertou 160 indivíduos.

numbat 5

O Numbat (retratado aqui) é um dos símbolos da Austrália Ocidental.

numbat 6

01
Jun14

Cegonha-de-pescoço-preto: a inspiração para a Mystique?!

Arca de Darwin

Tal como os insectos inspiraram o criador de Alien, parece que quem desenhou a Mystique dos X-Men viu algures uma cegonha-de-pescoço-preto (Ephippiorhynchus asiaticus) - Black-necked Stork - e não resistiu ao dramático contraste entre a íris amarela e a plumagem preta e azul da cabeça.

black-necked stork

 

black-necked stork 1 (533x800)

Se assim foi, viu uma fêmea, já que a íris dos machos é castanha.

black-necked stork male

A plumagem é uma mistura da das nossas duas cegonhas: do pescoço para cima lembra a cegonha-preta; do pescoço para baixo lembra a cegonha-branca. Uma diferença clara é o maior tamanho: mede cerca de 133 centímetros de comprimento e 230 centímetros de envergadura, que correspondem ao impressionante peso médio de 4.1 quilos.

black-necked stork 3 (533x800)

É comum no Sul da Ásia e em vários Estados da Austrália (não existe na Tasmânia e em Victoria, e está ameaçada em New South Wales).

black-necked stork 4 (800x533)

Alimenta-se de peixe, crustáceos e anfíbios.

black-necked stork 2 (533x800)

29
Mai14

Dingo - o maior predador terrestre da Austrália

Arca de Darwin

O olhar penetrante lembra-nos que o Dingo (Canis lupus dingo) descende dos lobos (Canis lupus). É certo que o cão doméstico (Canis lupus familiaris) também, mas o Dingo mantém o arcaico instinto selvagem que preservou através do isolamento genético.

dingo 1

Os dingos foram introduzidos na Austrália há 4.600 a 18.300 anos. Actualmente há cada vez menos dingos "puros" devido ao cruzamento com cães selvagens, pelo que a espécie tem o estatuto de conservação de Vulnerável.

dingo 2

A pelagem típica é ruiva, com manchas brancas na cauda, peito e patas.

dingo 3

Mede 52 a 60 cm de altura e 62 a 110 cm de comprimento. O peso varia entre 11 e 22 quilos.

dingo 4

No sudeste da Austrália há uma cerca (conhecida por Dingo Fence) cujo objectivo é impedir a entrada dos dingos nesta região de terrenos férteis, usados para a agricultura e a para a criação de gado. Construída entre 1880 e 1885, mede 5.614 km! Sim, são cinco mil seiscentos e catorze quilómetros de cerca.

dingo 5

Está bom de ver que o gado faz parte da dieta deste canídeo, mas não é o principal item do variado menu que inclui cerca de 170 espécies, como o canguru, o wallaby, o opossum o coelho, e até insectos.

dingo 6

Mais sobre mim

foto do autor

Siga-nos no Facebook

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D