Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Arca de Darwin

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

"Look deep into nature, and then you will understand everything better", Albert Einstein

Arca de Darwin

17
Mar15

Os Fortes abandonados da Trafaria (Almada)

Arca de Darwin
Todos os anos largos milhares de banhistas rumam à Costa da Caparica, em Almada. A maioria já terá visto a enorme arriba que se eleva a algumas centenas de metros das praias, mas poucos saberão que, lá no alto, ali para os lados da Trafaria, ela esconde três fortes que asseguravam a defesa de Lisboa. Actualmente estão votados ao abandono.fortes trafaria 1O Forte da Alpena era um paiol que apoiava os outros dois, mas também possuía guaritas de vigilância. Tem mais de 200 metros de comprimento e acompanha a linha da arriba.fortes trafaria 2 fortes trafaria 3 fortes trafaria 4 fortes trafaria 5 fortes trafaria 6 fortes trafaria 7 fortes trafaria 8 fortes trafaria 9 fortes trafaria 9a fortes trafaria 9b fortes trafaria 9cforte da alpena

O forte é a linha mais ou menos direita que se vê do lado direito desta imagem do Google Maps

Dali avista-se o Farol do Bugio, a margem Norte e toda a linha de costa até ao Cabo Espichel.fortes trafaria a 10 fortes trafaria a 11 fortes trafaria a 12 fortes trafaria a 13 fortes trafaria a 14 fortes trafaria a 15 fortes trafaria a 16Os outros fortes são a Bataria da Raposeira Grande e a Bataria da Raposeira Pequena (esta última complementava o poder de fogo da primeira).fortes trafaria b 1 fortes trafaria b 2 fortes trafaria b 3 fortes trafaria b 4 fortes trafaria b 5 fortes trafaria b 6 fortes trafaria b 7 fortes trafaria b 8 fortes trafaria b 9fortes trafaria d 2 fortes trafaria d 3 fortes trafaria d 4Construídas em 1893, estas batarias foram actualizadas ao longo do tempo, nomeadamente durante as duas Grandes Guerras do século XXI. As peças de artilharia que aqui se encontram datam de 1940. Os números impressionam. Cada uma das três peças Krupps pesava 7 900 quilos e disparava projécteis de 45 quilos, "com precisão até 20 km de distância e cadência de quatro tiros por minuto", como se descreve aqui.fortes trafaria c 1 fortes trafaria c 2 fortes trafaria c 3 fortes trafaria c 4 fortes trafaria d 1Estas batarias situam-se no Monte da Raposeira e têm vista para o Bugio, entrada do Tejo e Lisboa.fortes trafaria e 1 fortes trafaria e 2 fortes trafaria e 3Além do papel estratégico na defesa de Lisboa como estruturas incluídas no Regimento de Artilharia de Costa (RAC), estas Batarias também foram palco do primeiro ensaio de Telefonia Sem Fios (TSF) em Portugal, corria o ano de 1901. Hoje são palco de produções fotográficas e jogos de paintball, os quais deixam as suas marcas bem visíveis nas paredes. Por sua vez, as paredes dos três fortes servem de tela a inúmeros graffitis.fortes trafaria f 1 fortes trafaria f 2 fortes trafaria f 3 fortes trafaria f 4 fortes trafaria f 5 fortes trafaria f 6 fortes trafaria f 7 fortes trafaria f 8 fortes trafaria f 9 fortes trafaria f 9aO RAC foi desactivado em 1998 e, tanto quanto parece, de então para cá os fortes foram abandonados. Incompreensível.
19
Set14

Uma pausa com Lin Pardey

Arca de Darwin

barcos capaLamentavelmente, há duas falhas na impressão do livro Barcos - Mar de Imagens e Palavras. Uma é a numeração das páginas: "fugiu". Outra é a legenda da imagem da página 25 (ou seja, 8.ª página do capítulo "Faina"): também "fugiu". Em jeito de pedido de desculpas aqui fica a imagem (captada na Trafaria, Almada) e o texto que a acompanha, retirado de Bull Canyon: A Boatbuilder, a Writer and Other Wildlife (2011), da autoria de Lin Pardey.

"Cresci a ponderar cada compra comparando-a com a quantidade de parafusos de bronze que poderia adquirir para o barco se não a fizesse"                                 “I grew to judge every purchase by how many bronze screws I could buy for the boat if I didn't spend on this or made do without that”)

barcos_trafaria